Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

ELVAS: Câmara toma medidas para prevenir a propagação do COVID-19

A Câmara Municipal de Elvas tomou esta quarta-feira, dia 11 de Março, medidas com a finalidade de prevenir a propagação do COVID-19 e a infecção de pessoas.

Assim, em articulação com o delegado de Saúde de Elvas e não obstante outras medidas que venham a ser decretadas a nível nacional, a Câmara Municipal, decidiu:

– cancelar as realizações da Exposição Canina Internacional de Elvas, Festival da Juventude e Académico de Elvas, Expo Noivos e Feira Escolar;

– encerrar as Piscinas Municipais de Elvas e os Pavilhões Desportivos Municipais de Elvas, Vila Boim e da Escola Básica 2,3 da Boa-Fé, nestes dois últimos casos no que respeita a actividades fora do âmbito escolar;

– suspender o Torneio da Malha do Concelho de Elvas, as actividades da Universidade Sénior de Elvas, quer na cidade quer nos sete polos das localidades rurais, incluindo o Ginásio Sénior e a hidroginástica;

– encerrar o Centro de Negócios Transfronteiriço, Coliseu Comendador Rondão Almeida, Estádio Municipal de Atletismo, os três campos do Estádio Municipal de Elvas e os campos de futebol de Santa Eulália, Terrugem e Vila Boim;

– encerrar os pavilhões multiusos de São Vicente, Santa Eulália, Barbacena, Terrugem, Vila Boim e Varche;

– suspender as realizações da Feira das Velharias, na Praça da República, e o Mercado Quinzenal, na Piedade;

– encerrar a Biblioteca Municipal, Museu de Arte Contemporânea de Elvas, Casa da Cultura, Forte da Graça, Forte de Santa Luzia, Casa da História Judaica e Posto de Turismo do Castelo;

– e encerrar o Cine-Teatro Municipal e o Auditório São Mateus.

Durante este período de tempo (até 30 de Abril), estão suspensas todas as deslocações em autocarros municipais para fora do concelho.

A Câmara Municipal de Elvas apela aos munícipes no sentido de, na necessidade de contratar a Autarquia, optar pelo contacto telefónico ou electrónico, em vez do contacto presencial.

Hospitais restringem visitas

A Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) decidiu restringir temporariamente o número de visitas e de acompanhantes de doentes nos hospitais de Portalegre e Elvas, na sequência do surto de Covid-19.

Nas consultas externas e bancos de urgência, “só é permitido um acompanhante” por utente, nomeadamente para crianças, doentes dependentes e grávidas. No serviço de internamento, além do acompanhante (único) previsto, só é permitida uma visita por utente no horário estabelecido, indicou a ULSNA, em comunicado.

“Não há visitas autorizadas no serviço de Obstetrícia e Pediatria além do acompanhante. Já no serviço de Observação apenas é permitida uma visita por utente nos casos expressamente autorizados pelo médico.

ELVAS: Inquérito conclui terem sido furtadas máscaras de proteção do Hospital de Santa Luzia

As máscaras de protecção desaparecidas, no início deste mês, do Hospital de Santa Luzia, em Elvas, foram furtadas, segundo as conclusões do inquérito interno instaurado pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA). "Este inquérito concluiu pela existência de furto de máscaras de protecção", lê-se num comunicado enviado pela ULSNA.

A ULSNA, que instaurou o processo de inquérito no dia 2 deste mês, adianta que já "determinou dar conhecimento oficial" às entidades policiais e "reforçar" as medidas de segurança na unidade hospitalar.

O vogal executivo do conselho de administração da ULSNA, Joaquim Araújo, admitiu na altura dos acontecimentos, que o desaparecimento das máscaras de protecção no serviço de Medicina do hospital poderá estar relacionado com o novo coronavírus (Covid-19). "Esta situação poderá ter a ver com esta problemática [surto de Covid-19] e as pessoas, especialmente os funcionários, numa atitude defensiva, julgamos nós, tomam esta medida, mas só o inquérito eventualmente poderá esclarecer", disse na altura.

Joaquim Araújo não quantificou o número de máscaras de protecção que desapareceram do serviço de Medicina do hospital.

No entanto, garantiu que a situação "não põe em perigo qualquer fornecimento aos serviços", afastando a possibilidade de ser feito comércio com as máscaras.

Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´