Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária

ELVAS: Corrida de Toiros de São Mateus realiza-se hoje no Coliseu

 
O Coliseu Comendador Rondão Almeida, em Elvas, vai acolher na noite desta sábado, dia 19 de Setembro, a Corrida de Toiros de São Mateus, e que conta com a participação dos cavaleiros João Mouta Jr., Marcos Bastinhas e Duarte Pinto.

Nesta corrida, marcada para as 21.45 horas, vão ser lidados seis toiros da ganadaria São Marcos, estando as pegas a cargo do grupo de forcados amadores Académicos de Elvas, que comemoram assim o seu 20.º aniversário de fundação.

Os ingressos para esta corrida estão disponíveis este sábado, a partir das 10 horas, nas bilheteiras do Coliseu.

De salientar que esta é a primeira corrida de toiros que o Coliseu Comendador Rondão Almeida recebe depois do início da pandemia de Covid-19, sendo desta forma o uso de máscara obrigatório. Abrilhanta a corrida a Banda 14 de Janeiro, de Elvas.

ELVAS: Posto de combustíveis do Intermarché já reabriu

 
O posto de combustíveis do Intermarché de Elvas reabriu esta sexta-feira, dia 18 de Setembro, depois do acidente registado no passado dia 6, em que uma viatura embateu contra a estrutura quando ia realizar o pagamento e a cabine acabou por cair com uma funcionária no seu interior.

Na altura, o automobilista acabou por fugiu do local, tendo o homem acabado por ser interceptado pelas autoridades policiais, e detido por condução sem habilitação legal e omissão de auxílio à vítima.

COVID-19: Fronteira entre Portugal e Espanha vai continuar aberta

 
O ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva e a sua homologa espanhola, Arancha González, afirmaram esta sexta-feira, dia 18 de Setembro, em conferência de imprensa, que a "actual situação da pandemia é diferente da registada em Março", não se justificando o encerramento das fronteira.

"Não", respondeu Augusto Santos Silva sobre um eventual encerramento das fronteiras comuns. "Não é fechando-nos que resolveremos este problema comum que temos, a pandemia. Pelo contrário, é cooperando entre nós e fazendo o que temos de fazer ao nível dos poderes públicos, manter e incrementar a capacidade de resposta dos nossos sistemas de saúde e sensibilizar os nossos concidadãos, porque esta luta contra a pandemia ganha-se com a contribuição e o esforço de cada um", defendeu o chefe da diplomacia portuguesa.

Uma posição corroborada por Arancha González Laia, ao insistir que a situação em Espanha e em Portugal não é uma excepção, mas a regra, e revelar que nesta fase existe uma elevada taxa de infecções de pessoas assintomáticas, o que coloca novos desafios.

"Os surtos que estão a ocorrer em Espanha e Portugal são os mesmos surtos a que assistimos em França, Itália, Áustria, Países Baixos, Reino Unido e, portanto, não são a excepção, são a regra", afirmou.

"A nossa responsabilidade é geri-los. Em Espanha mais de metade das pessoas contagiadas são assintomáticas, o que dá uma ideia do esforço do país em testes (...) e que se imponha o isolamento cirúrgico dos cidadãos que testaram positivo", precisou a ministra espanhola.

A chefe da diplomacia de Espanha também excluiu o encerramento das fronteiras nesta nova fase do vírus e defendeu uma resposta "cirúrgica", para evitar que novos surtos em diversos países europeus se convertam num problema para os serviços de saúde.
Faixa publicitária
Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´